Sociedade

Mais de 1300 presépios de 81 países e cinco continentes exibidos em Fátima

8 jan 2020 15:52

Colecção da congregação dos Capuchinhos dá origem a núcleo expositivo

Maria Anabela Silva

Mais de 1300 presépios, oriundos de 81 países e dos cinco continentes, podem agora ser vistos em Fátima. Inaugurada no último sábado, a colecção é pertença da Província Portuguesa dos Frades Menores Capuchinhos e está visitável no complexo da congregação, localizado na Avenida Beato.

Frei Lopes Morgado, curador do projecto, conta que a história desta colecção começou em 1993, com a oferta de dois presépios da autoria do mestre José Franco, artista de Mafra já falecido que trabalhava em barro. "Costumo dizer que a colecção veio ter connosco. As pessoas iam trazendo presépios e, entretanto, os artesãos também começaram a oferecer. Até que percebemos que a colecção era valiosa de mais para ficar fechada numa sala e que merecia ser valorizada", explica o religioso, enquanto nos guia pela exposição.

A visita foi, entretanto, interrompida com a entrega do último presépio a chegar à colecção. Trata-se, revela frei Lopes Morgado, de um exemplar da autoria de Maria Amélia Carvalheira, escultora que se dedicou à arte sacra, "oferecido por uma família". Esta peça juntou-se ao núcleo central da exposição, montado debaixo de uma estrutura em madeira que simula uma gruta e onde se encontram patentes muitas dezenas de presépios portugueses, representativos de todas as regiões do País.

A montagem desta zona da exposição foi, reconhece frei Lopes Morgado, um dos grandes desafios do projecto. Idealizada pelo arquitecto Delfim Dias, que também é espeleologista, a criação da gruta envolveu "cinco dias de trabalho de carpintaria, com uma equipa constituída por quatro a cinco elementos em perman

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO