Opinião

A festa, pá!

18 out 2019 00:00

Por um dia que seja, a cidade é como devia ser: toda, de nós todos.

Poucas vezes sucede estar o povo - estarmos nós, portanto - em tal experiência de democracia e de liberdade, que nem se dá conta do real significado e da verdadeira dimensão que essas palavras representam.

É quando elas se materializam de uma forma tão simples e natural, tão sem pompa institucional e alarido, que tudo acontece conforme sempre deveria acontecer na forma de vida que a grande maioria deseja.

Falo do que tantos, e tão bem, já falaram. Falo do Há Música na Cidade que voltou a acontecer, pela sexta vez, depois de se ter silenciado durante quatro anos contra a vontade de todos os que o aguardam e o vivem.

Aconteceu, outra vez, sem discursos de circunstância e sem figuras a serem mais gradas do que todas as figuras que enchem as ruas, as praças, os becos, os pátios e os terraços; uns a mostrar o que sabem fazer, e o que criaram, outros a assistir à criação, mas criando também, porque o burburinho, o vaivém, as palmas, a admiração, o contentamento, e a impossibilidade de aquietar os pés, são manifestações de pensamentos e emoções recriadores da cidade, e transformadores da forma como ela pode ser vivida.

Por um dia que seja, a cidade é como devia ser: toda, de nós todos. Um nosso lugar de encontro. Um espaço público onde o outro, seja ele quem for, é imprescindível para que se faça a festa.

E a festa começou devagar, com o chão das ruas ensolaradas liberto de carros convidando à apropriação do que habitualmente não é nosso, e trazendo uma formidável largueza e um inesperado silêncio aos olhos e aos ouvidos.

E com esse maravilhoso silêncio das pedras, a cidade abriu-se às vozes e aos passos, e permitiu-nos um olhar diferente sobre si, e sobre nós, que a habitamos.

Aos poucos, vindos de muitos lados, fomos cheg

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO