Opinião

Cinema | Pequenos conhecimentos sobre Cinema: parte 1

2 mai 2020 20:00

Agora que todos já nos habituámos a este confinamento, e ao facto de tudo se oferecer em todo lado: música, teatro, cinema, cursos, mensalidades e conhecimento, muito conhecimento.

Acho que nunca vi tanto conhecimento ser oferecido de forma gratuita como agora.
Quero então aproveitar este espaço que me é cedido para começar, eu mesmo, a oferecer-vos algum do meu parco conhecimento sobre cinema.

Comecemos então por algumas definições simples:
Cinema. Filmes. Película. Longas-metragens. Médias-metragens. Curtas-metragens.
Todas estas palavras nos são familiares e parecem o mesmo, mas todas elas se referem a coisas diferentes.
Relativamente ao facto de nos serem familiares, já tive mais certezas. Há uns anos fui a uma escola falar e apresentar umas curtas-metragens. A plateia estava cheia, uns cem alunos do secundário enchiam o auditório. Não sabiam bem ao que iam, tinham sido “empurrados” pelos professores. Começo a falar e surge uma pergunta incómoda e com a qual não estava à espera de lidar: “O que são curtas-metragens?”.

Quando estamos tão dentro de algum assunto, as coisas tornam-se tão óbvias que temos dificuldade em colocar-nos do lado de fora. Sentimos até uma certa vergonha alheia, “como é que é possível alguém não saber o que é uma curta-metragem?”. Bem, eu também não sabia o que era uma CNC, até me inteirar sobre o mundo dos moldes.

As palavras são-nos familiares, mas será que sabemos exactamente ao que se referem?
Bem, ‘cinema’ parece simples: o nome da arte; o nome que se dá quando vamos a uma sala escura ver uma luz que projecta cerca de 24 imagens por segundo (hoje em dia, às vezes, até já projectam 60 imagens por segundo), que nos dá uma sensação de movimento. 

‘Filme’, o nome que se dá ao que é projectado na sala escura. É aquilo que está na luz. ‘Filme’ é o nome que se dá à película onde as imagens são “gravadas”. Hoje em dia, já praticamente não se usa a película, é tudo digital, mas o nome ‘filme’, ficou. Portanto o ‘filme’ é o conjunto das várias imagens (24 por segundo) que estão na película.

Longas-metragens, uma metragem que é longa. Como disse, os filmes são um enorme conjunto de imagens, que estão seguidas num rolo ou bobine, logo para termos um filme de longa duração precisamos de muitos metros de bobine com imagens, daí as longas-metragens. Depois surgem as médias-metragens com uma duração menor, cerca de 45 minutos, e as curtas-metragens, geralmente com 20 minutos ou menos.

É claro que, aos dias de hoje, estes nomes se encontram desfasados, pois já ninguém precisa de metros de película numa bobine para projectar o filme. Basta-nos um ficheiro digital ou uma boa internet. Mas os nomes ficaram, e existem para conseguirmos distinguir, rapidamente, se vamos ver um filme de horas, ou um filme de minutos.

O que, actualmente, é precioso, pois andamos sempre com pressa. Não se sabe muito bem porquê, afinal de contas não podemos sair de casa.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.