Sociedade

Bispo de Leiria-Fátima preocupado com os “400 mil novos pobres que a pandemia fez”

19 jul 2021 12:26

Cardeal diz que é um desígnio nacional apoiar quem está a sofrer na pele o desemprego e a perda de qualidade de vida

bispo-de-leiria-fatima-preocupado-com-os-400-mil-novos-pobres-que-a-pandemia-fez
D. António Marto
DR
Redacção/Agência Lusa

O bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, está preocupado com os “400 mil novos pobres que a pandemia [Covid-19] fez”, considerando “um desígnio nacional” apoiá-los.

Durante a última homilia domininal, no Santuário de Fátima, o cardeal sublinhou que, do ponto de vista da doutrina católica, este “desígnio nacional” é visto como “compaixão e misericórdia real e concreta” à qual não se pode “fechar os olhos”.

Citando um documento da Comissão Nacional Justiça e Paz, organismo laico da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), realçou que, segundo estes números, “um aumento de 25% da taxa de pobreza e um aumento da desigualdade de 0,9%”, o que deixa Portugal “entre os cinco países da União Europeia com maior risco de pobreza”.

O purpurado deixou críticas à comunicação social, que considerou estar “entretida com outras histórias, não deu relevo” a esta situação de novos pobres.

António Marto sublinhou a necessidade de uma “amizade com Cristo”, que se concretiza no ouvir “a Sua palavra”, em “ajustamentos concretos” na vida do dia-a-dia, para “se ter um estilo mais evangélico”, num “revigorar da fé" e no “entusiasmo e força para a missão”.

“O convite que Jesus faz aos discípulos, para um repouso, é o mesmo convite que Jesus nos dirige em Fátima através da sua mãe”, afirmou o cardeal, que vincou que não se deve ir a Fátima “por turismo”, mas ao encontro da Virgem Maria.

“Precisamos, de facto, deste encontro, que requer distanciamento da agitação da vida quotidiana, do turbilhão de emoções que enche o nosso coração, um distanciamento do ruído do mundo com que somos bombardeados pelos media, e recarregar as nossas baterias espirituais”, disse.

“A peregrinação a Fátima é como um banho num oásis de frescura, em que nos refrescamos: aqui buscamos a paz da alma que Jesus nos pode dar”, acrescentou.

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.