Sociedade

Caldas da Rainha: ajuda alimentar a 150 famílias carenciadas

5 mai 2020 11:48

A autarquia já distribuiu cerca de 1300 refeições, com o apoio de diversas instituições de solidariedade social

caldas-da-rainha-ajuda-alimentar-a-150-familias-carenciadas
.
Ricardo Graça

A Câmara das Caldas da Rainha tem assegurado desde o início do mês de Abril a ajuda alimentar a 150 famílias carenciadas do concelho. A autarquia já distribuiu cerca de 1300 refeições, com o apoio de diversas instituições de solidariedade social, revela em nota à imprensa.

“Com o início do estado de emergência surgiram novos casos de carência alimentar, o que levou à necessidade de reforçar o apoio social no concelho”. A Câmara forneceu entre 200 a 300 refeições semanais no mês de Abril, em parceria com a Cruz Vermelha, a Associação da Ordem do Trevo, a Re-Food, o Banco Alimentar, a Santa Casa da Misericórdia e a organização Joaquim Sá, que prestam apoio na confecção e distribuição das refeições.

A Autarquia “continua com o projecto dos cabazes solidários, disponibilizando bens essenciais a 40 famílias, que desde o início desta crise têm vindo a ser reforçados com legumes, carne e frutas”. Estes cabazes são distribuídos a cada 15 dias a um dos representantes de cada núcleo familiar, de forma a preservar as distâncias de segurança e o controlo sanitário.

Antecipando que possam existir mais famílias a necessitar de apoio alimentar e outros bens, a autarquia está já a proceder à sua identificação. As associações de cariz social e as equipas do município trabalham em estreita relação e, dada a dimensão da comunidade, são facilmente identificadas as mudanças sociais que possam originar novos casos, explica a Câmara.

“Estas acções estão incluídas num conjunto de medidas que a Câmara Municipal das Caldas da Rainha adoptou na sequência desta pandemia”. Entre outros aspectos, reforçou o fundo de emergência social em 150 mil euros, que será utilizado para apoiar famílias em situação de carência.

Aprovou, ainda, a isenção do pagamento de rendas das habitações propriedade do município e aplicou uma redução nas tarifas da água.

“O total do custo, destas e de outras medidas de igual importância, poderá ascender a mais de um milhão de euros”.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.