Sociedade

Em terra de barbearias todo o homem é rei

5 set 2019 00:00

Nos últimos tempos têm v indo a multiplicar-se em Leiria as barbearias ao estilo retro, onde cada homem recupera, mais do que uma boa imagem, um espaço de mimo e de convívio à moda antiga

em-terra-de-barbearias-todo-o-homem-e-rei-10647
Daniela Franco Sousa

Na cidade de Leiria têm vindo a proliferar as barbearias que recriam o ambiente das antigas barber shops, espaços concebidos por homens, feitos a pensar exclusivamente neles, e onde, além do corte da barba e do cabelo, se juntam outros mimos e serviços tão diferentes, como massagens, bar ou salão de jogos.

Entre os donos das barbearias já há quem duvide da viabilidade do negócio, tal é a concentraç ão de estabelecimentos do mesmo género que tem surgido pela cidade. Quem sai a ganhar são os cavalheiros de Leiria, a quem não faltam agora opções para aprimorar a imagem.

No Largo Marechal Gomes da Costa, quem chega ao Barba Negra é sempre acolhido com um sorriso e uma pergunta que quase todo o homem anseia ouvir: “aceita beber alguma coisa?”. Entre tesouras, navalhas e cremes de hidrataç ão, todo o processo demora mais do que uma hora. Uma hora e 20 minutos, mais exactamente.

Afinal, realça Fábio Duarte, gerente da barbearia, o que se pretende neste espaço não é apenas fazer um corte, é proporcionar “um bom momento para o homem”. Assim sendo, tudo começa com o fazer da barba, com aplicação de um creme que prepara devidamente a pele, a que se segue a aplicação de uma toalha quente, que facilita o abrir dos poros. Faz-se então o corte propriamente dito da barba, com espuma e navalha, volta a aplicar-se uma toalha, desta vez fria, para ajudar a fechar os poros da pele, e remata-se com a aplic ação de um after shave.

Tratada a barba, o processo prossegue com o corte de cabelo. Primeiro corta-se, depois lava-se, seca-se e penteia- se. No final, aplica-se uma cera ou outro tipo de produto adequado aos vários tipos do cabelo.

Fábio Duarte é filho de uma cabeleireira, também proprietária de um salão. Como tal, familiarizou-se desde sempre com os meandros do negócio. Há cerca de três anos decidiu abrir a sua primeira barbearia Barba Negra, na Marinha Grande, e em Dezembro de 2018, decidiu criar uma segunda casa do género, o Barba Negra de Leiria. Para promover “um momento de prazer aos senhores”, além do serviço de barbearia propriamente dito, Fábio Duarte adic ionou outros mimos, como o bar e a máquina de jogos.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO