Economia

Empresas querem contratar mas não encontram as pessoas certas

11 jan 2020 11:50

Há cada vez mais empresas a querer contratar. Mas num contexto de escassez de talento, este é um desafio acrescido que obriga muitas delas a reinventarem processos para reforçar as equipas

empresas-querem-contratar-mas-nao-encontram-as-pessoas-certas
Lubrigaz quer contratar entre seis a oito pessoas
Ricardo Graça
Raquel de Sousa Silva

Das empresas ouvidas pela Hays no âmbido do Guia do Mercado Laboral 2020, 82% pretendem recrutar novos colaboradores este ano. Uma tarefa que se pode revelar difícil, dada a manifesta falta de recursos humanos disponíveis.

Aliás, 53% dos inquiridos neste estudo apontam a falta de profissionais qualificados como a principal dificuldade sentida. Em segundo lugar referem desadequação entre a oferta de profissionais e as vagas disponíveis (49%).

Um cenário a que o distrito não escapa. “Há de facto falta de pessoas. Cada vez mais faltam pessoas para qualificar. É uma realidade a nível mundial e aparentemente em todos os sectores económicos”, afirma Joaquim Menezes.

O presidente do Grupo Iberomoldes, com sede na Marinha Grande, acrescenta que faltam pessoas com perfis de aprendizagem, que queiram trabalhar e aprender e que tenham a “humildade” de aprender fazendo.

“Acho que um dos graves problemas nos nossos sectores de actividade é a falta de estratégia das empresas para incentivar a formação interna, contínua e à medida das suas necessidades, das suas oportunidades, das suas estratégias de desenvolvimento no seio da sua cultura empresarial, dos seus valores e dos seus princípios”, adianta o empresário.

No Grupo Ibermoldes as admissões “estão sempre abertas”. A necessidade de recrutar novas pessoas deriva dos desafios permanentes e das oportunidades que o mercado traz, e que passam por novas encomendas, com crescentes graus de complexidade e exigência, e por novos desafios de saber-fazer (que o grupo procura antecipar na preparação de respostas). Por outro lado, novos investimentos “exigem outros saberes e competências”. Há ainda a questão da substituição ou renovação de quadr

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO