Economia

Energia renovável nas fábricas da Vidrala evita 60 mil toneladas de CO2

20 nov 2019 11:42

Duas vidreiras da Marinha Grande serão fornecidas no ano que vem

energia-renovavel-nas-fabricas-da-vidrala-evita-60-mil-toneladas-de-co2
Raquel de Sousa Silva

A Acciona, multinacional que opera na áreas das energias, chegou a acordo com o Grupo Vidrala para fornecer energia eléctrica de fontes renováveis às duas fábricas de embalagens de vidro que a marca tem na Marinha Grande. O fornecimento vai ter lugar durante o ano de 2020, para um volume estimado em mais de 173 gigawatts/hora (GWh).

A energia fornecida à Vidrala será utilizada para cobrir o consumo de electricidade das fábricas Gallo Vidro e SB Vidros que a empresa, com sede em Llodio (Álava, Espanha), opera na Marinha Grande. “Todo o fornecimento de energia será 100% renovável, o que evitará a emissão para a atmosfera de cerca de 60 mil toneladas de CO2 durante a vigência do contrato”, explica a Acciona em nota à imprensa.

Com esta operação, a multinacional “reforça a actividade de fornecimento de energia renovável para clientes empresariais em Portugal, que se iniciou em 2015”. A empresa estima que o fornecimento total deste tipo de energia aos grandes clientes em território nacional chegue a 850 GWh no final deste ano, um aumento de 40% em relação a 2018.

 

EVENTOS