Economia

Indústria da pedra prevê perdas de 480 milhões este ano

7 mai 2020 15:01

Sector espera conseguir manter a mão-de-obra até ao fim do ano, ainda que em 2021 haja algumas incógnitas, tendo em conta a possível reavaliação de projectos que recorrem à pedra ornamental nacional

industria-da-pedra-preve-perdas-de-480-milhoes-este-ano
.
DR

Um inquérito que Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores, Granitos e Ramos Afins (Assimagra) realizou junto dos associados aponta para quebras superiores a 40% da facturação em três meses, num sector que registou 1,2 mil milhões de euros de volume de negócios no ano passado.

Segundo o barómetro, a que responderam 118 das 250 associadas da Assimagra, 40% dos empresários inquiridos indica nas suas perspectivas de negócio para os próximos três meses um quebra de 40%. “Já a seis meses, metade das empresas perspectiva que esta redução se situe entre os 20% a 40%”, aponta Miguel Goulão, citado pela Lusa.

O vice-presidente executivo adianta que a Assimagra irá em breve realizar um novo inquérito e acredita que “a expectativa vai-se degradando ao longo do tempo”.

Segundo a associação, as empresas esperavam algum impacto na tesouraria, sendo que “30% dos associados admite mesmo um decréscimo na liquidez superior a 40%, nos próximos três a seis meses”, em relação a 31 de Janeiro.

De acordo com o vice-presidente da associação, “as empresas estão a recorrer à linha de crédito” de apoio lançada pelo Governo, mas o dinheiro está a demorar a chegar às suas contas.

O responsável da Assimagra aponta o dedo às sociedades de garantia mútua que “não estavam preparadas para a quantidade de processos”, salientando que “a banca até foi rápida” na aprovação das linhas.

“Quem formata estas medidas devia ter estes constrangimentos em mente, não há milagres”, critica, adiantando que aconteceu uma situação semelhante na aprovação do lay-off a que algumas em

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.