Economia

Investimento de 15 milhões da Lusiaves na Guia criará 100 postos de trabalho

11 mai 2021 11:53

Futura fábrica (Lusiaves Fablab) do grupo, a construir na zona industrial da Guia, em Pombal, destina-se à produção de produtos preparados e transformados de carne de aves.

investimento-de-15-milhoes-da-lusiaves-na-guia-criara-100-postos-de-trabalho
Futura unidade irá dedicar-se À produção de produtos preparados e transformados de carne de aves.
DR

A unidade de produção alimentar que o Grupo Lusiaves irá construir na zona industrial da Guia, em Pombal, representará um investimento superior a 15 milhões de euros e criará cerca de 100 postos de trabalho.

Os dados são revelados num comunicado da Lusiaves, que explica que a Lusiaves Fablab, a designação dada à nova unidade, se dedicará à produção de produtos preparados e transformados de carne de aves.

Nessa nota, é sublinhado que a fábrica recorrerá “às mais avançadas tecnologias disponíveis para o sector” e adoptará “as melhores práticas conhecidas na produção e transformação de carne de aves”, através de “processos completamente naturais”.

A Lusiaves assegura ainda que a unidade “será dotada das melhores técnicas disponíveis para a prevenção e minimização de possíveis impactes associados, nomeadamente de medidas que garantam o consumo sustentável dos recursos naturais e a gestão adequada dos sub-produtos e das águas residuais, procedendo-se ao seu tratamento e reutilização”.

Citado no comunicado, Carlos Caldeira, administrador da área industrial do grupo, refere que este investimento “é mais uma forma de a Lusiaves ter uma resposta rápida e flexível às expectativas e necessidades dos consumidores, que apresentam, cada vez mais, exigências muito personalizadas e diferenciadas”. “Queremos conseguir isso através de forte inovação”, afirma.

Com esta unidade, a Lusiaves dará emprego acerca de 100 pessoas, “sobretudo de trabalhadores especializados”, realça a empresa, assegurando que no “recrutamento serão privilegiadas as candidaturas de pessoas provenientes da Guia e do concelho de Pombal ou zonas limítrofes”.

A construção desta fábrica tem merecido alguma apreensão e contestação da população e dos órgãos autárquicos locais, que temem impactos negativos no ambiente. A estes receios, a Lusiaves tem respondido com garantias de que adoptará as medidas e as tecnologias necessárias para minimizar eventuais impactos.

 

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.