Economia

Luta pelo território da Uber Eats em Leiria: gestor de estafetas acusa concorrentes de fuga ao IVA

24 jul 2020 11:50

Exposição ao Fisco fala também de contas alugadas que permitem aos estafetas sem autorização de residência em Portugal trabalharem na recolha e entrega de refeições

luta-pelo-territorio-da-uber-eats-em-leiria-gestor-de-estafetas-acusa-concorrentes-de-fuga-ao-iva
Empresa de Leiria visa gestores de frota provenientes de Lisboa
Ricardo Graça/Arquivo

A guerra entre gestores de frota pelo território da Uber Eats em Leiria está na origem de uma exposição ao Fisco em que uma empresa local acusa concorrentes provenientes de Lisboa de não entregarem ao Estado os valores de IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) que resultam da prestação do serviço.

Na denúncia, a empresa de Leiria, que se queixa de concorrência desleal, fala também de contas alugadas que permitem aos estafetas sem autorização de residência em Portugal (muitos são brasileiros) trabalharem na recolha e entrega de refeições.

A exposição à Autoridade Tributária tem como pano de fundo a luta pelo negócio de comissões que floresce à boleia da Uber Eats.

Quando um cliente encomenda uma refeição através do telemóvel, paga à Uber Eats, que depois distribui o valor pelo restaurante (subtraindo a comissão Uber, 30%) e pelo gestor de frota (menos a comissão Uber, 25%).

A seguir, o gestor de frota transfere o dinheiro para o estafeta (e deduz uma comissão, variável, e a parcela que corresponde ao IVA, 23%). Se o estafeta é independente e trabalha directamente com a Uber Eats, não há gestor d

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.