Economia

Negócios reiventam-se para não pararem devido à pandemia

12 abr 2020 18:55

"Fazer algo para que o prejuízo não seja ainda maior". Muitos negócios tiveram de se reinventar para fazer face à pandemia

negocios-reiventam-se-para-nao-pararem-devido-a-pandemia
Alguns petiscos da Cervejaria Imperial continuam disponíveis
DR
Raquel de Sousa Silva

Diz o ditado que a necessidade aguça o engenho. Forçados a fechar devido ao estado de emergência, ou com quebras significativas nas vendas, muitos negócios estão a reinventar-se para não pararem completamente devido à pandemia, numa tentativa de manter postos de trabalho e minimizar prejuízos. A Cervejaria Imperial e a Xarlie são apenas dois entre muitos exemplos na região.

Situada em Monte Redondo, a Cervejaria Imperial criou um serviço de drive thru associado a um novo conceito, a que chamou Hamburgueria da Vila. Nélio Duarte, gerente do estabelecimento, explicou ao JORNAL DE LEIRIA que a aposta passou a ser nos hambúrgueres, porque as carnes trabalhadas na cervejaria – bifes de alcatra e bifes maturados – não são as mais indicadas para servir fora do estabelecimento. “O ponto de cozedura é muito importante”.

Por isso, agora o prato principal são os hambúrgueres, mas continuam a ser disponibilizados alguns dos petiscos que a Cervejaria Imperial servia: salada de polvo, salada de cogumelos, punheta de bacalhau, moelas, chistorra de Burgos e feijoada de cogumelos, a que se junta “o clássico bitoque”, diz Nélio Duarte, adiantando que “a aceitação está a ser muito boa”.

“Criámos este novo conceito, assente no drive thru, para não pararmos completamente e mantermos os 13 postos de trabalho”, explica o gestor. Mesmo assim, o horário teve de ser reduzido, mas “será garantido, pelo menos, o salário mínimo a todos”.

“Fazer algo para que o prejuízo não seja ainda maior” foi o que esteve por trás da criação do serviço de entregas ao domicílio da Xarlie. “O canal Horeca está todo fechado e o retalho também registou quebras nas encomendas”, constata Fábio Faustino, responsável pela marca de cerveja que tem fábrica no Barracão.

A campanha #FicaemcasacomXarlie pressupõe que na compra de três packs há um de oferta e em compras superiores a 40 euros o cliente recebe uma caixa de copos. Por outro lado, na compra de dois packs a entrega já é gratuita.

Estava previsto avançar apenas em Maio, mas as circunstâncias levaram Rafael Mesquista a dar início à actividade em meados de Março. É que o conceito subjacente à empresa familiar O Rapaz dos Recados nunca fez tanto sentido como agora.

Compra e entrega de bens essenciais, de medicamentos e de refeições, carregamento de telemóvel, entrega de documentos e recados diversos são a actividade a que se propõe o jovem de Leiria, que diz que a procura em sido enorme.

Tanta que teve de alterar um pouco a forma como estava a trabalhar. Para poder chegar a mais interessados, só aceita de cada um 30 referências para compras em supermercados, por exemplo. O serviço é pago, mas Rafael Mesquita reduziu preços. “Em vez de cobrar à hora, como estava previsto, levo apenas cinco euros pelo serviço, a que se juntam 25 cêntimos por cada quilómetro a fazer para entregar, em vez dos 35 estipulados”.

 

 

#SEMFOMENAREGIÃO

Junte-se a uma grande causa

Ao assinar o Jornal de Leiria durante o mês de Maio, está a contribuir com 10€ para o combate à fome na nossa região.

Uma iniciativa com o apoio Makro

Saiba mais aqui.