Desporto

O sonho do futebol europeu de 13 brasileiros passa pel'Os Nazarenos

20 set 2018 00:00

Treze futebolistas brasileiros chegaram à Nazaré para cumprirem o sonho de vingar na Europa. Sabem que começam por baixo, mas vêm com expectativas elevadas. Por eles e pela família que ficou do outro lado do Atlântico.

o-sonho-do-futebol-europeu-de-13-brasileiros-passa-pelos-nazarenos-9259

No início, inevitavelmente, o afastamento é um fardo. De olhar tímido e voz trémula, Hércules é um daqueles casos que se transfigura sempre que pisa um campo de futebol. O médio ofensivo está “feliz” com esta oportunidade de ir “à procura de cumprir um sonho que bate desde os 6 anos de idade”, mas também se sente angustiado “pela distância e pela saudade”.

Em São Paulo ficou a família, que já não vê há dois meses. “Em casa tenho um filho de um aninho e a minha esposa acabou de passar por uma cirurgia. Graças a Deus, estamos todos superando. Falo com eles todos os dias.”

É o preço que o rapaz de 26 anos tem de pagar por ter aceitado o convite de Mauriti Cardoso, atravessar o Atlântico, jogar n'Os Nazarenos e perseguir um sonho. “Ele já me conhecia e quando assumiu a parceira com o clube apareceu a oportunidade. Estou gostando de tudo e adaptando-me o mais depressa possível.”

Hércules é um dos 13 futebolistas brasileiros, a maioria evangélicos, colocados pelo empresário no clube da Nazaré. O objectivo é que seja uma relação em que só existam vencedores. O clube ganha competitividade e os jogadores uma montra que lhes permita pular para escalões mais altos do futebol europeu. Nem tudo são rosas, ainda assim.

“Aqui podemos dormir de janela aberta, há segurança. Como a Nazaré é uma vila turística, vejo bastantes gringos de outros países. É tudo muito diferente”

Vavá

Na realidade, vão jogar na 1.ª Divisão distrital de Leiria, uma espécie de quinto escalão nacional, o último de todos. “Para muitos é a primeira vez que saem do Brasil e estão a adaptar-se a uma nova realidade”, explica Mauriti Cardoso. Para já, “estão a adorar”. “Pela vila, pela praia, pela estrutura e pelas condições, melhores do que aquelas a que estavam habituados.”

Por enquanto estão instalados no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Surf. Após “algumas obras de reforma”, irão mudar-se para a Quinta do Pinheiro, em Valado dos Frades. Têm, ainda, um pequeno apoio financeiro.

“O objectivo é vencer. Dar-lhes a oportunidade de crescerem e de ter uma porta gigante de entrada na Europa. Todos têm o sonho de se tornarem jogadores de futebol profissional e n'Os Nazarenos estamos a trabalhar para que possam ter novos horizontes.”

Bênção de Deus

Em Janeiro, Vavá competiu na Copa São Paulo de juniores, considerada a principal oportunidade para se descobrir futuros craques do futebol brasileiro, observada atentamente por clubes e agentes. No entanto, quando terminou o evento, voltou para a cidade de Jacareí para ajudar a mãe e os três irmãos. “Comecei a trabalhar num lava-rápido e foi então que Deus me abençoou.”

A bênção foi o convite de Mauriti Cardoso para integrar o plantel d'Os Nazarenos. Quando chegou à Nazaré, Vavá parecia “uma criança”. “Nunca tinha saído do Brasil e estava na Europa. Aqui podemos dormir de janela aberta, há segurança. Como a Nazaré é uma vila turística, vejo bastantes gringos de outros países. É tudo muito diferente.”

“Em casa tenho um filho de um aninho e a minha esposa acabou de passar por uma cirurgia. Graças a Deus, estamos todos superando”

Hércules

“Foi uma porta que Deus abriu para mim”, prossegue o futebolista de 20 anos. “Acredito que Ele tem planos para a minha vida. Estou a trabalhar para que as coisas aconteçam. Desde pequeno que tenho o sonho de

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.