Sociedade

Quando de cascas se fazem embalagens para comer

2 mai 2021 17:40

Cientista de Leiria coordena projecto na Universidade de Coimbra

quando-de-cascas-se-fazem-embalagens-para-comer
Marisa Gaspar
DR
Daniela Franco Sousa

O gosto pelo estudo, o perfeccionismo, a incessante vontade de resolver problemas já marcavam a personalidade de Marisa Gaspar, quando a jovem investigadora era ainda menina e vivia na Biodeira de Cima, no concelho de Leiria. O tempo veio aprimorar esses traços e hoje, aos 33 anos, Marisa Gaspar, doutorada em Ciências Farmacêuticas, que também já leccionou na Escola Superior de Saúde de Leiria, é detentora de um relevante currículo ao nível da investigação científica.

A mais recente novidade é o projecto que está a coordenar na Universidade de Coimbra (UC), em articulação com Escola Superior Agrária daquela cidade. Em equipa com Mara Braga e Patrícia Almeida, a jovem desenvolveu um conjunto de embalagens comestíveis, feitas a partir de diferentes resíduos do sector agroalimentar e da pesca, que se apresentam como uma alternativa sustentável ao plástico.

“Utilizamos resíduos de alimentos, como cascas de batata e de marmelo, e desenvolvemos um processo que inclui secagem e trituração, de forma a obter farinha, a partir da qual criamos estas embalagens, que são uma película”, explica Marisa Gaspar. “Esta película pode ser utilizada para envolver frutas, legumes, queijos e tudo se pode comer. É seguro”, afiança a investigadora.

“Mais do que seguras, dada a sua composição, estas películas trazem benefícios para a saúde do consumidor, p

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
ASSINE JÁ
Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.