Desporto

Quando Veríssimo comandou a defesa do melhor CD Fátima de sempre

10 jul 2020 12:25

Actual treinador do Benfica jogou pelo CD Fátima durante quatro temporadas e esteve nas vitórias sobre Porto e Sporting e na melhor classificação de sempre

quando-verissimo-comandou-a-defesa-do-melhor-cd-fatima-de-sempre
Veríssimo vestiu a camisola do CD Fátima até 2011
Créditos da imagem: slbenfica.pt

No banco do Benfica, o reinado de Bruno Lage está entre Rui Vitória e Nélson Veríssimo. O facto que qualquer adepto conhece ganha outros contornos quando se percorrem os arquivos da Taça da Liga: numa noite de quarta-feira, 26 de Setembro de 2007, um daqueles milagres que abundam no futebol aconteceu no Estádio Municipal de Fátima, actual Estádio Papa Francisco, com o FC Porto a cair na terceira eliminatória, depois de um empate a zero e 4-2 nas grandes penalidades.

Pelo Centro Desportivo de Fátima, à época a estrear-se no segundo escalão, actuava Nélson Veríssimo. O onze da cidade- santuário era comandado por Rui Vitória e voltou a surpreender o País na eliminatória seguinte, ao vencer (2-1) o Sporting no Restelo (o relvado de Alvalade estava impraticável). Seria preciso um golo de Liedson na segunda mão, a oito minutos do fim, para selar o 2-3 e colocar ponto final no sonho do CD Fátima, que liderou o marcador por duas vezes.

Pedro Duarte, guarda-redes do CD Fátima nas três partidas, fala de um encontro olhos nos olhos com o Porto (no qual defendeu um penálti) e destaca a tranquilidade e confiança que permitiu colocar o Sporting em sentido. A coordenar a defesa, destacava-se o capitão Nélson Veríssimo, que era também o nome mais cotado no plantel.

“Impõe-se naturalmente”, afirma Pedro Duarte, sobre o actual treinador do Benfica. “É muito trabalhador, é muito meticuloso”. Discreto, mas verdadeiro – “aquilo que se vê na televisão é aquilo que ele é” – e alguém que se previa poder dar treinador, pela inteligência na leitura do jogo e pelas características de líder, na opinião do guarda-redes natural da Marinha Grande.

Esteve no único título nacional do CD Fátima: Segunda B, em 2008/2009, com triunfo sobre o Chaves de Leonardo Jardim na final, a carimbar a subida de divisão

Nélson Veríssimo representou o CD Fátima durante quatro temporadas, entre 2007 e 2011, ao mesmo tempo que nomes como André Santos, Héldon, David Simão e Mário Rui. E apesar de duas descidas de divisão – na primeira época (a do brilharete na Taça da Liga) e na última – está no melhor período do clube: as únicas três presenças no segundo escalão,melhor classificação de sempre (8.º lugar na II Liga em 2009/2010) e o único título nacional (Segunda B, em 2008/2009, com triunfo sobre o Chaves de Leonardo Jardim na final, a carimbar a subida de divisão).

Veríssimo chegou pela mão de Rui Vitória. “Quando falámos dele, pensei que fosse inviável”, recorda o presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Albuquerque, que nesse tempo era o vice-presidente do CD Fátima para o futebol. “Depois de chegarmos a acordo, percebi porque tinha vindo. É uma pessoa muito calma, muito equilibrada, muito serena”. E o CD Fátima “era um clube apetecível, estável”, com o apoio do Grupo Lena enquanto princ

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.