Economia

Rendas subiram 50% em dois anos

13 fev 2020 08:15

Pouca oferta e muita procura, tanto em Leiria como em concelhos como a Batalha e a Marinha Grande

rendas-subiram-50percent-em-dois-anos
“Quem precisa mesmo de mudar de casa pode viver um drama”
Ricardo Graça
Raquel de Sousa Silva

Pouca oferta, listas de espera e preços que em dois anos subiram, em média, 50%. É este o retrato do mercado de arrendamento na região, onde muitas pessoas se vêem já obrigadas a regressar a casa dos pais ou a partilhar habitação.

Quem precisa mesmo de mudar de casa pode viver um drama”, admite Ana Deus. Com preços cada vez mais elevados - “dispararam em média 50%” -, muita procura e necessidade de fiador, nem todos conseguem arrendar uma habitação em Leiria ou nos concelhos à volta.

Por isso, segundo a responsável pela agência de Leiria da 2% Imobiliária, há quem se veja obrigado a regressar a casa dos pais ou a partilhar habitação.

Muitos proprietários estão desejosos que os inquilinos vão embora”, diz esta profissional, admitindo que “têm toda a legitimidade para arrendar pelo preço que entenderem”. As casas são divulgadas e rapidamente se arrendam, apesar de haver casos em que os preços duplicam quando é feito um novo contrato.

Nuno Serrano admite que os preços do arrendamento “mais do que dobraram” nos últimos anos. A escassez da oferta de casas para arrendar, aliada ao facto de nem toda a gente ter condições financeiras para comprar, o que fez crescer a procura pelo arrendamento, ajudam a explicar a situação.

“Houve épocas em que os preços do arrendamento estavam realmente baixos, e os proprietários os mantinham ou até baixavam para 'segurar' os inquilinos. Agora não é preciso, porque assim que saem uns entram logo outros”, diz o responsável pela Predial Leiriense.

Também Teresa Mesquita, responsável pela Remax Inn de Leiria, admite que, de modo geral, os preços das rendas terão duplicado nos dois últimos anos.

“O arrendamento está muito caro e difícil. A lista de espera é enorme”, aponta a profissional, que se mostra preocupada com o facto de os valores das rendas estarem a ficar cada vez mais difíceis de suportar pelas famílias. “Um T3 a 600 euros já é muito. Por mil euros é insuportável, não pode ser”.

Dada a falta de casas para arrendar em Leiria, muitas famílias procuram na Batalha. Mas também nesta vila “não há muito por onde escolher”, diz Joaquim Ferreira, da Leninveste, adiantando que os preços estão altos, “idênticos” aos praticados na cida

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Se efectivar a sua assinatura durante o mês de Maio, 10€ reverterão para o combate à fome na nossa região.