Opinião

Designer activista

21 fev 2019 00:00

O design enquanto actividade está mais presente nas nossas vidas do que possamos pensar.

O design enquanto acção/verbo, do inglês – to design, significa planear algo e é comum a disciplinas ligadas à prática de projecto, como a arquitectura ou a engenharia.

Ou seja, um projecto que envolve o design de algo, seja uma praça pública, um centro de artes comunitário ou um vaso em cerâmica, promove o planeamento, futuro, do contexto em que existirá, sendo este económico, cultural ou meramente material.

Nesta perspectiva, já que o projecto incide sobre um problema, oportunidade ou necessidade que foi encontrada, desejada ou determinada por um grupo de pessoas, e que se procura que se mude, o design enquanto actividade está mais presente nas nossas vidas do que possamos pensar.

Sobretudo em contextos de cocriação, onde a comunidade é chamada a intervir, opinando ou agindo sobre o projecto em questão, todos são designers.

Disto é um bom exemplo a plataforma de desenvolvimento comunitário OpenIDEO da agência criativa e de inovação social IDEO, que lança continuamente desafios a comunidades locais e globais para em conjunto pensar em soluções simples mais desafiadoras.

A exposição das comunidades a ferramentas de inovação social, como as redes sociais ou o crowdfunding, provoca inequivocamente a mudança sustentada e apoiada, já que une pessoas que estariam à part

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO