Saúde

Aplicação Digi&Mind ajuda idosos com declínio cognitivo

20 set 2019 00:00

Politécnico de Leiria lança app que estimula idosos com Alzheimer

aplicacao-digimind-ajuda-idosos-com-declinio-cognitivo-10691
Jacinto Silva Duro

O Politécnico de Leiria vai apresentar dia 23, segunda-feira, um programa digital de estimulação para idosos com declínio cognitivo, no âmbito do Dia Mundial da Doença de Alzheimer, que se comemora a 21 de Setembro.

A plataforma conta com uma aplicação (app) a ser utilizada pelos idosos, sozinhos ou acompanhados, e com um website, acessível apenas a profissionais de saúde, tendo como objectivo promover a saúde mental de idosos com declínio cognitivo, nomeadamente Alzheimer, refere uma nota de imprensa do Politécnico de Leiria.

A app, que vai permitir que os profissionais de saúde acompanhem os resultados da evolução dos utentes, foi desenvolvida durante o projecto de investigação Mind&Gait – Promoção da autonomia de idosos frágeis através da melhoria da cognição e capacidade de marcha e utilização de produtos de apoio, que envolveu um grupo de investigadores dos Politécnicos de Leiria, Coimbra e Santarém, assim como a Cáritas Diocesana de Coimbra e a Santa Casa da Misericórdia de Alcobaça, sob a coordenação da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra.

A Organização Mundial de Saúde estima que em todo o mundo existam 47.5 milhões de pessoas com demência, número que pode atingir os 75.6 milhões em 2030 e quase triplicar em 2050 para os 135.5 milhões, refere o site da Alzheimer Portugal, que refere que a doença representa cerca de 60 a 70% de todos os casos de demência (World Health Organization [WHO], 2015). No relatório Health at a Glance 2017 da OCDE, publicado a 10 de Novembro de 2017, colocando Portugal como o quarto país com mais casos por cada mil habitantes.

A média da OCDE é de 14.8 casos por cada mil habitantes, sendo que para Portugal a estimativa é de 19,9.

De acordo com este relatório, a estimativa do número de casos com demência para Portugal cresce para mais de 205 mil pessoas, número que subirá para os 322 mil casos até 2037.

Nas fases iniciais, os sintomas da Doença de Alzheimer podem ser muito subtis. Todavia, começam frequentemente por lapsos de memória e dificuldade em encontrar as palavras certas para objectos do quotidiano.

Estes sintomas agravam-se à medida que as células cerebrais vão morrendo e a comunicação entre estas fica alterada.

Outros sintomas característicos são as dificuldades de memória persistentes e frequentes, especialmente de acontecimentos recentes, apresentar um discurso vago durante as conversações, perder entusiasmo na realização de actividades, anteriormente apreciadas, esquecer-se de pessoas ou lugares conhecidos, incapacidade para compreender questões e instruções, deterioração de competências sociais e imprevisibilidade emocional.

Efeméride
Passeio da Memória em Pombal

Como forma de assinalar o Dia Mundial do Doente de Alzheimer vai ser realizado o Passeio da Memória, organizado pela Alzheimer Portugal Delegação Centro, a partir das 10 horas com o ponto de partida no Jardim do Cardal, na cidade de Pombal.
A Delegação Centro da Alzheimer Portugal disponibiliza um conjunto de serviços especificamente direccionados para os cuidadores de pessoas com demência.
Tendo como uma das principais linhas orientadoras a adequação da resposta clínica às necessidades e indicações avaliadas em cada utente, o Serviço de Psicologia está organizado em torno de intervenções dirigidas a pessoas com demência e cuidadores, respondendo a pedidos provenientes da comunidade e da equipa da Alzheimer Portugal.
Esta associação presta ainda serviços de Fisioterapia e Estimulação Cognitiva ao Domicílio, Terapia Ocupacional, Hidroterapia ou sessões de Snoezelen.