Viver

Aprender património e temas sociais em brincadeiras pelo palco

15 mai 2021 15:22

Em Pombal e Porto de Mós, o Leirena ensina crianças com teatro e cinema

aprender-patrimonio-e-temas-sociais-em-brincadeiras-pelo-palco
Companhia divide trabalho entre Pombal e Porto de Mós
Leirena
Jacinto Silva Duro

Imagine que vai ver uma peça de teatro a um velho castelo medieval e, de repente, sem saber como, é escolhido ou escolhida, através de um casting, para encarnar o rei ou rainha, num filme.

Quem sabe se isso não será o início de uma bela aventura na 7.ª arte?

É isso mesmo que tem estado a acontecer a dezenas de alunos de escolas do 1.º Ciclo ao sSecundário de Porto de Mós.

E a “culpa” é da iniciativa 1,2,3 Acção!, que, por estes dias, acontece dentro das muralhas, através de uma parceria do Leirena Teatro - Grupo de Teatro de Leiria e da autarquia local.

Sempre que um grupo de alunos chega ao castelo da vila, convencido que irá assistir a um espectáculo de teatro, encontra uma equipa de cinema à sua espera, constituída por um realizador, um assistente de realização e demais elementos, todos membros do Leirena, determinados em rodar um filme sobre a construção da quinta torre da fortaleza, destinada a defender Porto de Mós dos castelhanos.

No casting, são atribuídos os papéis do rei, da rainha Leonor Teles e do conde Andeiro. E o resto fica nas mãos e talento dos “actores”. “Abordamos o património histórico do castelo e Aljubarrota”, explica o director artístico do Leirena, Frédéric da Cruz Pires.

A companhia já tinha testado a ideia com grupos de idosos, em 2019, e, em 2020, o desafio seria levar a iniciativa aos jovens do concelho, mas a Covid-19 adiou os planos até este ano. “

Usamos o castelo como plateau e já temos o storyboard preparado”, explica o director, adiantando que, no total, haverá 20 filmes que poderão ser vistos nas redes sociais do município.

Já os alunos, no final do dia, levam para casa uma curta-metragem, com quatro minutos.

O 1,2,3 Acção! foi financiado pelo programa Centro 2020, através de um projecto tripartido das autarquias de Alcobaça, Batalha e Porto de Mós, focado na temática da Batalha de Aljubarrota 1385.

Residências artísticas para crianças de Pombal
Mas, não foi apenas em Porto de Mós que o Leirena arregaçou as mangas e se lançou em projectos pedagógicos com jovens.

Em Pombal, entre Maio e Junho, o colectivo está a realizar residências artísticas com as crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico, no âmbito do projecto Colmeia, em parceria com a Câmara Municipal.

Em cinco sessões de hora e meia cada, realizadas em nove escolas do concelho, actores e alunos têm como missão criar um espectáculo por semana, com 15 minutos de duração.

O resultado é filmado, todas as sextas-feiras, em formato multicâmara, no palco do Teatro-Cine e pode ser visto no novo portal cultural do município.

Em 2019, a companhia teatral já tinha ensaiado este projecto, mas, mais uma vez, tudo parou com a Covid-19.

Com o desconfinamento, já foi possível criar espectáculos onde os jovens abordam o Ambiente, os Direitos Humanos, as ONG e até as Artes.

“Queremos que os alunos, acima de tudo, desfrutem dos temas e do jogo teatral”, diz Frédéric da Cruz Pires, sublinhando que participam nas residências artísticas do Colmeia cerca de 500 crianças de Pombal.

Assine Já Login

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?
Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.