Saúde

Leiria procura “heróis” dadores de medula óssea para ajudar Carla Vitorino

11 dez 2019 18:50

A lutar há três anos contra um linfoma, Carla precisa de um transplante.

leiria-procura-herois-dadores-de-medula-ossea-para-ajudar-carla-vitorino
Para saber se é potencial dador, basta uma simples colheita sanguínea
Pixabay

Carla Vitorino tem 47 anos e é mãe de três filhas. Luta há três anos contra um linfoma, uma doença maligna que afecta o sistema linfático (sangue), e precisa, com urgência, de um transplante de medula óssea. Com o objectivo de encontrar um dador compatível, os Laboratórios Beatriz Godinho promovem, este sábado, dia 14, uma campanha de colheita de sangue, que visa, não só, procurar ajuda para Carla Vitorino, mas identificar “heróis capazes de salvar muitas vidas”.

A acção terá lugar na sede da Beatriz Godinho da Saúde, localizada na avenida Marquês de Pombal, em Leiria, e contará com o envolvimento do Registo Português de Dadores de Medula Óssea (CEDACE ), do Instituto Português de Oncologia e do Hospital Pulido Valente. Entidades que se unem “nesta corrida contra o tempo na vida de milhares de pessoas portadoras desta e de outras doenças do sangue”, refere uma nota de imprensa do grupo Beatriz Godinho.

Naquele comunicado, é referido que chegou a ser identificado na Alemanha um dador compatível com Carla Vitoriano, mas durante o processo descobriu-se também ele padece de uma doença sanguínea, o que inviabiliza o transplante.

A campanha deste sábado decorrerá entre as 14 e as 17 horas, podendo participar pessoas “saudáveis”, com idades entre os 18 e os 45 anos, altura superior a 1,50 metros e com, pelo menos, 50 quilos de peso. Para saber se é potencial dador, “basta uma simples colheita sanguínea, que não requer jejum”. “Com este gesto, o potencial dador tanto poderá ajudar a Carla, como qualquer outra pessoa que precisa (ou venha a precisar no futuro) de um verdadeiro herói”, reforça a nota de imprensa da Beatriz Godinho Saúde.

 

 

EVENTOS