Sociedade

Rosto do rio Lis vai mudar no troço urbano

14 nov 2019 13:00

Leiria avança com plano de acção para recuperar e valorizar rio Lis.

rosto-do-rio-lis-vai-mudar-no-troco-urbano
Requalificação das margens, com recurso “a técnicas naturais”, é uma das intervenções previstas
Ricardo Graça
Maria Anabela Silva

Recuperar e valorizar são as palavras- chaves do plano de acção que o Município de Leiria, com o apoio técnico Pedro Teiga, especialista em engenharia de rios, está a traçar para o Lis e que vai avançar já no próximo ano. A limpeza de margens, com a remoção de invasoras e a sua substituição por espécies autóctones, e o combate à erosão com recurso a enroncamentos naturais, são algumas medidas previstas numa intervenção que abrangerá cerca de nove quilómetros de rio, entre o viaduto da A8 (na zona da Guimarota) e a foz do Lena, na Ponte das Mestras, envolvendo o troço citadino do Lis. As partes finais da ribeira do Sirol e do Lena também serão intervencionadas.

Durante a apresentação que fez na reunião de Câmara de terça-feira, Pedro Teiga explicou que a intervenção vai também permitir pôr a descoberto focos de poluição do rio, que podem depois ser combatidos com “maior eficácia”. Segundo revelou, a obstrução com vegetação, nomeadamente por espécies exóticas, e descargas de saneamento, provenientes, por exemplo, de ligações “ilegais” e de rupturas nas condutas, são as principais problemáticas do troço a intervencionar identificadas pelo estudo.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO