Opinião

O amor está

12 jul 2019 00:00

O amor está no olhar que me cegou. Vi, com franqueza incrédula, o que tu viste.

O amor está nas palavras imprecavidas que deixaste sair quando comentavas algo sem muito sentido ou objectivo.

O amor saiu assim, fugaz na temperança e amigo da boa compreensão.

Natural e desobstinada, combatendo a fraqueza de espírito da intolerância ao sentimento que amiúde percorre o púlpito orgânico de quem não quer viver, essa palavra saiu assim. Dita por ti ou na esperança que fosses tu que a dissesses, porque eu a ouvi e assim cri.

Era uma generalidade que se aplicou ao que eu quis, que tu quiseste dizer. Uma frase que traduzia numa só palavra. Era só assim, uma palavra.

O amor está no gesto de te debruçares para me dares aquilo que queres dar. Está na forma que deste ao teu corpo para me dares essa palavra, carregada de gestos deificados por mim, como só um mortal atribui o belo ao divino na esperança de o guardar num lugar longe dos outros, só seu.

Tenho como o meu divino as tuas mãos a examinarem as minhas, perscrutando a longevidade que transcorre das linhas que nunca soubeste ler. Essas vão dar a algum lado.

Ao completar dos gestos que te ocorrem dar, permeando com a lentidão espontânea de quem quer que o momento não acabe.

O amor está no olhar que me cegou. Vi, com franqueza incrédula, o que tu viste.

O nosso olhar não acabava no rosto de cada um mas no meio, num ponto que criamos para ser nosso.

Num plano que surgiu daí, com a imprevisibilidade geométrica de uma ortogonalidade sentida, fizemos o desenho daquilo que vimos. E gostámos.

Gostámos que o olhar tivesse visto, que tivéssemos criado o plano, e que nele tivéssemos desenhado. Nunca te disse isto, nem preciso.

Mas esse olhar que me cegou fez-me ver para além do espelho em que te vês e eu me vejo. Fez-me perceber que um círculo é uma elipse nos teus olhos.

O amor está no ar de quem o

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO