Opinião

Visitar museus sem sair de casa

29 mar 2020 09:00

São diversas as propostas culturais que as redes sociais nos sugerem, sem que seja necessário sair de casa, aproveitando o que de melhor as novas tecnologias nos dão: teatros; concertos; contos; poesias; filmes e muito mais.

São imensas as coisas que se podem fazer em casa, neste isolamento a que um vírus nos obriga, após cancelamento de imensas iniciativas de índole cultural, com destaque para a nossa região.

Assim como tudo, os museus, as galerias, de uma maneira geral, todo o património edificado, fecharam temporariamente as suas portas.

Contudo, são diversas as propostas culturais que as redes sociais nos sugerem, sem que seja necessário sair de casa, aproveitando o que de melhor as novas tecnologias nos dão: teatros; concertos; contos; poesias; filmes e muito mais.

Se era no “Museu” que Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) sentia que “Tudo é divino/E a pintura embriaga mais/Que o próprio vinho”, hoje temos a oportunidade de conhecer o mundo através da Internet.

E com esta incomunicação física com a sociedade, o virtual apresenta-nos excelentes plataformas que nos permitem conhecer museus, galerias, monumentos, enfim, um infindável lote de ofertas que comodamente em casa podemos usufruir.

Fazendo uma pesquisa simples, facilmente encontramos a possibilidade de beber cultural através de visitas virtuais, algumas intituladas 360º.

Alcançamos o mundo, sem sair de casa, visitando os melhores e mais importantes museus e monumentos, seja através de plataformas dedicadas aos mesmos, ou vídeos que facilmente se encontram, por exemplo, no YouTube.

Na nossa região, conseguimos, através da Internet, visitar, com grande qualidade, o Castelo de Leiria, o Museu de Leiria, o m|i|mo – Museu da Imagem em Movimento, o Centro de Interpretação do Abrigo do Lagar Velho/Menino do Lapedo, o Moinho do Papel, o Agromuseu da Ortigosa, o Centro de Diálogo Intercultural de Leiria (Igreja da Misericórdia) e, entre muitos outros exemplos, o Mosteiro da Batalha. Consulte, na Internet, as páginas dos municípios que apoiam o CEPAE (Batalha, Caldas da Rainha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós) e verá o que de melhor temos.

Basta fazer uma busca na Internet e ficamos a um clique dos monumentos a nível mundial… comece pelos nossos e ficará admirado com aquilo que a região, culturalmente, nos oferece.

EVENTOS