Viver

Coisa Nossa: a ginja MSR de Alcobaça

13 fev 2020 08:00

Marca chega aos 90 anos de registo comercial em 2020

coisa-nossa-a-ginja-msr-de-alcobaca
A receita do licor deve-se a Manoel de Souza Ribeiro
Ricardo Graça

Muito antes de a ginja receber prémios e pontuar o remate das refeições contemporâneas, já lhe eram atribuídas propriedades regeneradoras que os homens de Cister descobriram em ambiente místico.

“Os licores têm na nossa região uma origem conventual, não na gastronomia, mas na farmácia. A ginja era usada como xarope peitoral e digestivo”, explica o empresário Vasco Gomes.

O produto que hoje conhecemos “remonta à tradição das boticas dos mosteiros”, num contexto em que eram os monges “que tinham tempo e dinheiro para fazer experiências”.

Vasco Gomes e familiares são os actuais detentores e defensores da marca MSR, que em 2020 chega aos 90 anos. Produzida em Alcobaça, deve as iniciais ao fundador e inventor da fórmula, Manoel de Souza Ribeiro, um químico com estudos em Inglaterra.

“Temos os manuscritos dele, não só a descrever como se deve fazer esta ginja, mas todo o processo de tentativa e erro até alcançar os objectivos”. O negócio esteve nas mãos de David Pinto e dois sócios, até passar para a família Gomes, em 1998.

Manoel de Souza Ribeiro registou também o modelo de embalagem, tipo cone, igual ao que ainda hoje é comercializado, que tem a finalidade de obrigar o consumidor a guardar a garrafa em pé para evitar que o líquido danifique a rolha.

Quase um século volvido, a ginja MSR é uma bebida “100 por cento natural”, desenvolvida “à moda antiga” e “de forma artesanal e tradicional desde a colheita até ao engarrafamento”, afirma Vasco Gomes. “Todo o processo na adega é manual e moroso”, porque “o tempo é muito

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Sabia que pode ser assinante do JORNAL DE LEIRIA por 5 cêntimos por dia?

Não perca a oportunidade de ter nas suas mãos e sem restrições o retrato diário do que se passa em Leiria. Junte-se a nós e dê o seu apoio ao jornalismo de referência do Jornal de Leiria. Torne-se nosso assinante.

Já é assinante? Inicie aqui
SAIBA COMO
EVENTOS