Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Há sempre uma dor qualquer, não é?

Será que é quando fingimos ser o que não somos que mais nos revelamos?

7 out 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Marias

Será o riso das Marias que chegam de barco diferente do riso das Marias que estão cá?

2 set 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Crónica leve para um dia quente de Verão

É com o riso que controlamos a loucura, tal como controlamos a respiração durante uma corrida

29 jul 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Nós. Vocês. Toda a gente.

Talvez seja esse um dos maiores poderes da arte: despir-nos das funções que achamos que nos definem e remeter-nos ao que nos torna humanos

24 jun 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Conversas que se ouvem por acaso

É como sempre te digo, as pessoas apenas querem que alguém lhes repita em voz alta aquilo que já pensaram antes

20 mai 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Amnésia

Foi em Abril de 1996 que publiquei a primeira crónica; era suposto tratar-se de uma participação isolada, mas acabei por ser convidado para colaborar nesse jornal

15 abr 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

De repente

Talvez o sentido seja sempre algo momentâneo e fugaz. Pede que lhe tragam o jantar ao quarto e aguarda.

11 mar 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

What happened?

Disse aos gémeos que sempre tivera o sonho de ir à televisão e eles não riram; abraçou-os com força.

5 fev 2021

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Dança

É esse o superpoder das mães: tranquilizar. E enquanto a sua mente divaga, o corpo vai executando as tarefas previstas, de forma autómata e independente.

26 nov 2020

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Nós, as árvores

Nova estação. A mesma indiferença, a mesma resposta. E o dia vai avançando.

22 out 2020

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Não há histórias simples

Porque os tempos em que vivemos são absurdos e assustadores por uma razão simples: a recusa da diferença.

17 set 2020

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Aviões de papel

Raramente reparam no avião branco caído no passeio.

10 jul 2020

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

Pois sou

Os defensores da teoria do artista-parasita compreenderem que o trabalho artístico é isso mesmo, trabalho; ou seja, merecedor de respeito e remuneração justa.

4 jun 2020

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

#vaificartudobem?

Certamente que o nosso optimismo é bem-intencionado e generoso. Mas será consequente? Será realista?

30 abr 2020

Paulo Kellerman, escritor

Paulo Kellerman, escritor

O bem dos outros

Ficou a pensar no que seria o bem dos outros. Apeteceu-lhe desenhar e foi o que fez.

26 mar 2020